12 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
5/12/18 às 9h39 - Atualizado em 5/12/18 às 9h41

Combate à dengue: Lago Sul está em alerta contra o mosquito Aedes aegypti

COMPARTILHAR

O Distrito Federal entrou em situação de alerta contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do zika vírus e da febre chikungunya.

Devido à época de chuvas, o índice de infestação predial (IIP) com larvas do vetor dessas doenças subiu de 0,2%, em agosto, para 1,48% em novembro.Lago Sul, Lago Note, Fercal e Sobradinho II são as regiões administrativas com os maiores índices de infestação predial, de acordo com a Secretaria de Saúde.

A administradora do Lago Sul, Gabrile Olivi, alerta os moradores da região para atenção as medidade de prenvenção e de combate a proproliferação do mosoquito Aedes aegypti. " A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Temos sempre que ficar em estado de alerta para os riscos de uma epidemia", recomenda. 

Segundo dados da Saúde, o Lago Sul teve 4,78% de imóveis inspecionados.Cada região administrativa apresenta diferentes motivos para o aumento no índice. “No Lago Sul, tivemos infestação maior em vasinhos de plantas, que acumulam água. Na Fercal, o maior número de focos foi encontrado no lixo e, em Sobradinho II, houve mais registros em reservatórios localizados no solo, como em barris e tonéis, para acumular água”, apontou o Secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

No levantamento, os agentes de saúde entraram nas residências selecionadas, nos quarteirões sorteados e fizeram inspeção durante a visita domiciliar.Foram identificados e examinados os depósitos que reuniram as condições para proliferação do vetor Aedes aegypti, e aqueles com presença de larvas foram removidos, destruídos ou tratados e contabilizados.

Fonte: Agência Brasília 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros